sábado, 6 de dezembro de 2014

Análise games - Dragon Age II


Quando Dragon Age II foi anunciado, a expectativa não poderia ser maior, afinal Dragon Age Origins foi, sem sombra de dúvida um dos maiores RPGs da última década, porém ao ser lançado o segundo game da franquia não superou as expectativas, minha decepção foi tanta que nem me dei ao trabalho de finaliza-lo, mas com o lançamento do terceiro game da franquia me motivei a rejoga-lo e finalizar a campanha, e não é que fui surpreendido ao mudar o meu conceito inicial do game.

sábado, 22 de novembro de 2014

Análise games - Mark of the Ninja


Mark of the Ninja é um game de plataforma 2D, focado na jogabilidade stealth, desenvolvido pelo estúdio independente KleiEntertainmaent e distribuído pela Microsoft Studios, lançado em outubro de 2012 para Xbox 360 e PC.

No game o jogador assume um ninja que é escolhido para receber tatuagens que conferem habilidades especiais com o intuito de derrotar os inimigos do clã a qual pertence. A trama começa após o um ataque a base do seu clã e se desenrola em vários capítulos até o derradeiro final, onde você descobre a verdade por trás das duas organizações rivais presentes no game. A história não chega a ser nenhum primor, mas convence o suficiente para te manter jogando e rende algumas surpresas ao longo do desenrolar da trama, com destaque para o final, que pode surpreender aos menos atentos.

O grande atrativo de Mark ofthe Ninja está na sua ótima jogabilidade, totalmente focada no stealth, que oferece várias possibilidades para se concluir os objetivos e como todo bom ninja você deve cumpri-los de forma silenciosa, sem alertar seus oponentes, para isso terá acesso a diversas habilidades e equipamentos, que te permitirão realizar distrações, se deslocar de forma furtiva, eliminar os inimigos a distância, visualizar objetos ocultos e até mesmo se teleportar para locais inacessíveis.

As diversas habilidades que são liberadas ao longo das fases dão um ótimo dinamismo ao gameplay, permitindo que o jogador possa alterar seu tipo de estratégia a todo momento, podendo concluir determinada missão sem ser visto pelos inimigos, ou mesmo eliminando todos eles de forma silenciosa, utilizando diversas armas, como dardos envenenados, ou até mesmo uma corrente que pode ser utilizada para enforcar os inimigos, além de te permitir deslocar-se de maneira mais rápida e fácil pelos cenários.
A ambientação do game é excelente, com as missões sempre realizadas a noite, predominando sempre a escuridão, mesmo em ambientes fechados, tornando as sobras sua maior aliada. Tanto os ambientes externos quanto os internos, são muito bem detalhados, com referências a arquitetura e objetos a cultura oriental, dando uma identidade bastante única ao game.

Além da ótima jogabilidade, o game tem um segundo trunfo, que é suas excelentes animações, tanto durante as cenas de narrativa da história, quanto nas animações de execuções dos inimigos. É muito gratificante ver o seu ninja executando de forma silenciosa e mortal os oponentes e não importa a forma que eliminará seus oponentes, sempre haverá uma ótima animação de finalização, com uma boa dose de sangue e violência, o que deixará tudo ainda mais divertido e compensador.

Além do objetivo principal, o game oferece em cada missão, objetivos secundários e pequenas missões com puzzles, que dão pontos para serem gastos em novas habilidades, além de liberar novos trajes, isso aumenta em muito o tempo de jogo, uma vez que incentiva o jogador a repetir as missões para cumprir os objetivos extras e destravar novas habilidades.

Mark of the Ninja é um excelente game independente, indicadíssimo para os amantes do gênero Stealth, com uma história intrigante que chega até a surpreender pelo desfecho e com uma jogabilidade progressiva e divertida que dá ao jogador a oportunidade de se sentir um verdadeiro ninja.

“Determine seu destino”


Informações adicionais:
Nota geral: 09.
Duração campanha: 12 horas.
Tempo dedicado ao game: 40 horas.
Conquistas desbloqueadas: 38 de 38.
Dificuldade geral: Acessível, mesmo no nível mais elevado.
Modo de jogo: Singleplayer.
Idioma: Inglês, tradução disponível no site Tribogamer.

Imagens durante a jogatina: Clique aqui.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Análise games - Run the Sun


Race the Sun é um game indie, desenvolvido e distribuído pelo estúdio Flippfly, lançado em dezembro de 2013 para PC.

No jogo assumimos o controle de uma pequena nave, movida a energia solar, com o único objetivo de realizarmos o máximo de pontuação possível, coletando triângulos espalhados pelo cenário, antes do pôr do sol. Para isso devemos sempre manter a nave sob a luz do sol e desviar constantemente dos diversos obstáculos nas fases, quanto mais se avança, mais obstáculos vão surgindo aumentando a dificuldade para se manter vivo, já que uma única colisão é fatal encerrando automaticamente a fase.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Análise games - One Finger Death Punch



One Finger Death Punch é um game de ação casual desenvolvido de forma independente pelo estúdio Silver Dollar Games e lançado em fevereiro de 2014 para PC. 

Apesar de apresentar um modo campanha, com centenas de missões, One Finger Death Punch, não apresenta uma história, o jogador simplesmente assume um lutador de artes marciais que tem que enfrentar incontáveis inimigos que lhe atacam pela direita e pela esquerda. 

Mas a falta de história não torna o game menos cativante, pois mesmo com uma jogabilidade simplista e um design caricato o game é envolvente e até mesmo viciante, pois presenteia o jogador com cenas de lutas frenéticas e brutais que trazem a memória os clássicos filmes de artes marciais dos anos 80 e 90. 

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Análise games - Type:Rider


Type:Rider é jogo de plataforma, casual, desenvolvido pelo estúdio Ex Nihilo e publicado pela editora Plug In Digital, lançado em novembro de 2013 para as plataformas PC e Androides.

No game o jogador assume “dois pontos” em fases onde o principal objetivo é coletar letras que estão espalhadas pelo cenário. A jogabilidade é bem simples, basicamente você